Idade Maior

Entre a Gardunha e a Estrela

Onde pode saborear uma chanfana ou fazer parapente, ir ao Festival da Transumância ou participar na apanha da cereja, visitar castros ou beber vinho das Beiras.


Faz parte da região Centro do nosso país e, por isso, o acesso é sempre rápido, vindo do Norte ou do Sul de Portugal. A escolha é sua: passear pelo vale glaciar de Loriga,  onde nasce o rio Ocrasa, um afluente do Tejo, observando diversas aves, plantas e animais, ou  pelas várias aldeias históricas e de xisto, visitando monumentos de interesse, castros, achados arqueológicos e tantos outros pontos de interesse cultural que proliferam nesta região que faz parte das Beiras.

Distracções e diversões
O concelho do Fundão é dotado de um dinamismo cultural que faz com que haja uma enorme oferta de atracções turísticas ao longo de todo o ano, sucedendo-se os eventos de cariz religioso a par das festas de origem pagã. Já no dia 15 de Setembro haverá um feriado em honra de Santa Luzia, padroeira da freguesia de Casteleiro, em que à típica feira se associa a procissão entre outras celebrações religiosas.

Com uma forte produção de cereja, já tiveram lugar os festejos que destacam a sua apanha e agora aproximam-se os eventos associados à produção de castanha. Já não falta muito para começar o Festival da Transumância, Chocalhos, a decorrer na freguesia de Alpedrinha com muita animação de rua e em que o rei da festa é a ovelha. A proximidade das serras faz com que este seja também um local de eleição daqueles que praticam o voo livre (parapente).

Comer e beber à discrição
A produção de vinho nesta região remonta à época da ocupação romana, mas foi com os Monges de Cister que se desenvolveu. O seu clima mediterrânico continental com Verões muito quentes e secos leva à produção de uvas aromatizadas donde resultam vinhos macios, consequência de uma criteriosa selecção de castas e de uma vinificação tradicional, sendo que na sua área de produção é reconhecida a sub-região do Fundão.

A nível de vinho tinto, as castas recomendadas desta sub-região da Cova da Beira são Aragonez (Tinta Roriz), Baga, Bastardo, Jaen, Marufo, Moreto, Castelão (Periquita)1, Rufete, Tinta Carvalha, Touriga Nacional e Trincadeira (Tinta Amarela) e Alfrocheiro, já para o vinho branco a recomendação vai para  Alicante Branco, Arinto (Pedernã), Bical, Fonte Cal, Malvasia Fina, Malvasia Rei, Rabo de Ovelha e Síria (Roupeiro) e Tamarez. Gostos não se discutem por isso qualquer escolha é válida para acompanhar pratos típicos da região como a caldeirada de borrego ou a chanfana.


Alojamento
No concelho do Fundão a oferta é vasta e adapta-se a gostos e carteiras de vários tipos.  Aqui ficam duas  sugestões.

Casa do Cimo
Uma casa senhorial de Turismo de Habitação inserida nos Solares de Portugal, na Aldeia Nova do Cabo, em plena Serra da Gardunha, a 2 km do Fundão.
Preços:
Quartos entre os 80 e os 130 euros por noite
Contactos:
Rua do Cimo
Aldeia Nova do Cabo
6230-050 Fundão
Telefone: (+351) 275 771 431
Fax: (+351) 243 324 991
E-mail: geral@casadocimo.com
Consulte ainda Casa do Cimo

Hotel Príncipe da Beira
Um antigo seminário restaurado, a 1,5 km do centro do Fundão.
Preço sob consulta
Contactos:
Sítio da Maria Negra - Donas, Fundão, 6230-172 Portugal
Reservas
Online: hotels.com
Telef: 800 206 424