Idade Maior

Tai Chi ajuda a ultrapassar a depressão

Estudo revela que exercícios que envolvem a mente e o corpo são capazes de melhorar a depressão.


relacionados
deixe a sua opinião
  • Nome
  • E-mail
  • Comentário
Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, sobre a depressão na idade maior, revela que a prática da arte marcial oriental tai chi chuan é uma ajuda na melhoria dos sintomas da mesma.

Para comprovar, foram analisadas 112 pessoas com depressão, a partir dos 60 anos, todas elas  medicadas com tratamento farmacológico durante 4 semanas.

Do total das pessoas observadas, 73 apresentaram uma melhoria parcial e, com este resultado, os pesquisadores dividiram o grupo em dois grupos. Um deles submeteu-se à prática de tai chi durante dez semanas e o segundo grupo frequentou aulas de educação em saúde, durante duas horas por semana.

A pesquisa avaliou níveis de depressão, resistência, ansiedade, cognição, qualidade de vida e inflamação do sistema imunológico de todos os pacientes no início e no final do estudo.

Com isto, constatou que a adição de um exercício que envolva a mente e o corpo é capaz de melhorar os resultados do tratamento da depressão, bem como da disfunção cognitiva e também de outras doenças coexistentes.

A depressão está entre as psicopatologias mais frequentes em pessoas a partir dos 60 anos. Por isso mesmo, é necessário investir em exercícios que possam trabalhar corpo e mente juntos, de forma a minimizar os sintomas desta e outras doenças.