Idade Maior

Já chegaram os calores da menopausa?

Então, saiba quais os benefícios da meditação e relaxamento.


Novo estudo demonstra que mulheres vítimas de intensas ondas de calor na menopausa melhoraram a qualidade de vida depois de terem aulas de meditação!
As descobertas também sugerem que a pratica de meditação poderia ajudar a melhorar a qualidade do sono, o stress e a ansiedade durante a menopausa.

Em 2002, um estudo americano constatava que a terapia hormonal usada para aliviar os sintomas da menopausa aumentava os riscos de AVC e de cancro de ovário. Desde então, restam poucas alternativas para as mulheres que sofrem devido às ondas de calor e sudorese nocturna durante a menopausa.

Existem, no entanto, uma vasta gama de atitudes em relação às ondas de calor e à forma como elas podem ser tratadas. Algumas mulheres preferem não tomar hormonas... e menos ainda, outros medicamentos. Por outro lado, podem ser bem receptivas à prática de meditação e relaxamento.

Mulheres acometidas por ondas de calor intensas e frequentes costumam também queixar-se de ansiedade e stress relacionado com estes sintomas, além de apresentarem dificuldade em dormir.

A verdade é que, segundo os resultados do estudo levado a cabo por Pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Massachusetts com o objectivo de avaliar a eficácia da meditação para aliviar os sintomas da menopausa, no final do programa de meditação, as mulheres apresentavam níveis mais baixos de stress e ansiedade. Para além disso, dormiam melhor, aumentavam a qualidade de vida, e sentiam-se menos incomodadas pelas ondas de calor.

Segundo os autores do estudo, as aulas de meditação são mais eficazes para ajudar as mulheres a lidar com as ondas de calor do que para se livrar por completo destes sintomas, sobretudo para aquelas que preferem não tomar anti-depressivos ou outros medicamentos de venda controlada.