Idade Maior

Dietas: os erros mais clássicos

Saiba quais os erros clássicos numa dieta de emagrecimento. E já agora o que deve fazer para emagrecer!


A decisão de diminuir de peso deverá ser tomada de forma consciente e reflexiva e vir de dentro. Embora haja dietas eficazes, não existem milagres, razão pela qual a ideia de emagrecer não pode vir nem dos amigos, nem ser baseada em falsas esperanças, nem em remédios, mas fundamentalmente de si!

No momento em que decidir emagrecer, é necessário adquirir confiança em si próprio, acreditar que vai ter resultados, mesmo que demore algum tempo, e que terá que haver algum esforço, ou cuidado, para o resto da vida. E, a única forma de tornar isto viável, é mudar comportamentos e atitudes no que se refere à alimentação.

O que não funciona quando decide emagrecer:

1 ? Fechar a boca e passar fome.

2 ? Fazer jejum.

3 ?Ser radical e cortar completamente com os doces, sumos e com todos os alimentos preferidos.

4 ? Saltar refeições.

5 ? Procurar nas farmácias as novidades em termos de remédios, chás e produtos para emagrecer. Não basta conseguir a fórmula, se primeiro não houver vontade de mudr comportamentos e atitudes.

6 ? Consultar revistas para saber as novidades para emagrecer.

7 ?Seguir o que fazem os famosos?

8 ? Fazer apostas com amigos, com prazo de tempo para perder determinados quilos.

9 ? Adiar a dieta para a próxima segunda-feira.

E o que funciona quando quer emagrecer?

1. Quando há excesso de peso, é recomendável ir ao médico. Este estudará o seu peso para perceber se há alguma razão fisica. A boa notícia é que normalmente não essa não é a razão. O médico pode detectar uma razão psicológica, como a ansiedade, que leva a comer em excesso, como forma de compensação.

2.As duas formas para emagrecer são a dieta e o exercício físico e, nos casos em que se verifica ser necessário, e a partir de certa idade, poderão ser utilizados modificadores do apetite ou da absorção da gordura.

3.Perceber que comer de forma correcta é uma decisão para a vida, que exige uma determinada forma de se comportar perante a comida e os gastos de energia.

4. Comer vegetais sem medo de engordar. Estes, na maioria, quase não têm calorias. Podem-se comer à vontade, sem pensar em calorias.

5. Manter a ingestão de hidratos de carbono, ao contrário do que se pensa. Estes, além de funcionarem como reserva energética, são constituintes de de células parciais e musculares. Necessitamos de 250 a 300 g por dia de hidratos de carbono. Numa dieta para emagrecer, deve-se consumir, no mínimo, 150 g por dia.

6. Uma das formas de reduzir o apetite é fraccionar as refeições. O mais indicado é fazer três refeições principais e três a quatro refeições intercalares. Quando se passa muitas horas sem comer, o natural é ficar com muito apetite para a refeição seguinte, pelo que, muitas horas de restrição, não resultam!

7. Beber um e meio litros de água por dia.

Actividades e calorias queimadas (por hora):
- Pingue-Pongue: 60 calorias
- Marcha lenta: 180
- Marcha rápida: 300
- Dança: 400
- Musculação: 450
- Natação: 480
- Jogging: 540
- Ténis: 600
- Futebol: 700
- Squash: 900
- Corrida a 15km/h: 1000