Idade Maior

Um sorriso radiante

, 1 comentários

A maioria das infecções e cáries que surgem depois dos 50 anos podem ser evitadas.


Até muito recente a periodontite - uma infecção bacteriana que afecta os tecidos periodontais (gengiva, ligamento periodontal e osso alveolar) ? foi considerada uma consequência inevitável do processo de envelhecimento. No entanto, esta doença, tal como as infecções gengivais e a perda de cálcio na mandíbula continuem a contribuir para problemas odontológicos depois dos 50 anos, a maioria das infecções podem ser prevenidas.

O primeiro passo para prevenir eventuais problemas nos dentes é cuidar da sua higiene oral diariamente: lavar os dentes, no mínimo, duas vezes ao dia com uma escova de dentes apropriada (deve trocar de escova, pelo menos, de três em três meses), utilizar o fio dental uma vez por dia e fazer uma higiene oral no dentista duas vezes ao ano.

Efeitos da menopausa
As alterações hormonais que ocorrem durante a menopausa podem accionar a gengivite. Esta caracteriza-se não só pelo sangramento ou palidez anormal do tecido gengival, como também pela sensação de ardor na boca e ainda sabores desagradáveis e grande sensibilidade ao quente e frio.

Se sofre algum destes sintomas e não está a tomar qualquer compensação hormonal, então experimente tomar saliva artificial. Pode adquiri-la em qualquer farmácia ou então beba muita água e mastigue pastilhas sem açúcar que ajudam a manter a boca hidratada, estimulando a saliva natural. Utilize também o fio dental, lave os dentes gentilmente com uma escova macia e opte por pastas dentífricas para dentes sensíveis. Se a sensibilidade persistir consulte o seu dentista.

Os doces
Um dos grandes inimigos dos dentes é o açúcar. São muitos os adultos que sofrem cáries não porque os dentes se desgastam com a idade mas por causa do excesso de doces.
As bactérias da placa bacteriana decompõem o açúcar dando origem a um ácido que ataca o esmalte dos dentes.
Para não desenvolver cáries dentárias deve:
- reduzir o consumo de doces, sobremesas e sumos;
- só comer doces durante uma refeição;
- evitar frutos cristalizados, caramelos e sobremesas caramelizadas;
- reduzir ao mínimo o consumo de rebuçados, pastilhas e bebidas com açúcar.

Pequenos snacks ao longo do dia também podem ser um problema, isto porque o açúcar natural dos alimentos, como fruta, iogurte e cereais estimulam a bactéria oral. Mas ao invés de evitar estes pequenos lanches, experimente combiná-los com alimentos anti-cáries como uma pequena porção de queijo ou alguns amendoins, que ajudam a neutralizar os ácidos. Mastigar uma pastilha sem açúcar no fim das refeições ajuda a produzir saliva e, consequentemente, a neutralizar os ácidos que atacam o esmalte dos dentes. Mas lavar os dentes depois de cada refeição ou snack é o ideal.

Leia ainda:

> Os olhos depois dos 50 anos

> Sexy das cabeça aos pés?
1 comentários
  • Liliana Silva
    7 de Maio
    O termo "fio dental" é correcto? Não será "fio dentario"?