Idade Maior

Larguei o hábito por ele!

, 3 comentários

Deixaria de fumar por causa do seu animal de estimação? Estudo norte-americano revela que muitos fumadores largariam o vício pelos seus melhores amigos.


Apesar dos inúmeros alertas dados por variadas entidades médicas, no geral, as pessoas continuam a preferir fumar. No entanto, os investigadores crêem ter descoberto uma nova motivação para incentivar os fumadores a deixarem o vício ? os animais de estimação.

Os cientistas do Henry Ford Health System, em Detroit, EUA, afirmam que alguns fumadores já se aperceberam do perigo que representam para os seus animais de estimação. Foi efectuado um questionário online a mais de 3300 donos em Michigan, EUA, que constatou  que um em cada cinco entrevistados era fumador, enquanto 27 por cento vivia com um fumador.

Um em cada três fumadores entrevistados afirmou ainda que seria capaz de largar o vício pela saúde do seu pet, conforme publicado no jornal Tobacco Control. Entre os donos que não fumavam, 16 por cento garantiram que pela saúde dos seus melhores amigos seriam capazes de pedir a uma familiar ou até mesmo ao companheiro/a, para deixarem de fumar e 24 por cento admitem pedir-lhes, pelo menos, que fumem no exterior.

De acordo com os investigadores, os resultados sugerem que as campanhas de saúde públicas devem focar-se na questão dos animais de estimação, para sensibilizar os fumadores a deixarem ou vício ou, pelo menos, a evitarem de fumar dentro de casa, salvaguardando a saúde dos familiares e animais.

Estudos revelam que o tabaco representa uma ameaça para a saúde dos cães, gatos e pássaros que inalam o fumo, pois podem vir a sofrer de cancro na boca. Os gatos são particularmente sensíveis a compostos cancerígenos que permanecem no pêlo e que, mais tarde, são ingeridos quando o gato se lava. Um gato que viva com um fumador tem ainda o dobro das probabilidades de contrair um linfoma maligno. Também nos cães aumentam as probabilidades de cancros no nariz e nos seios da face.

Por isso, se tem um animal de estimação em casa, pense nele e largue o vício. Mas se realmente não consegue, então, ao menos, evite fumar dentro de casa. Estará a zelar não só pela saúde dos seus familiares mas, também, do seu melhor amigo.
3 comentários
  • vera lucia de souza
    18 de Setembro
    dia 14 de setembro perdi minha linda amiguinha Lisbela Meu DEUS que falta estou sentido não consigo comer nada é muita dor muta tristeza, Ela tava bem mais o veterinário teve a capacidade de tirar cinco dentes da minha princesa de uma vez só e ela não aguentou e morreu no dia seguinte ...o meu DEUS que saudade...e minha vida agora e chorar... Não sei o que será de mim sem ela ...
  • Maria
    30 de Outubro
    O meu querido Francisco teve uma bronquiolite. Reduzimos o consumo do tabaco e passamos a fumar apenas nas varandas exteriores. Dentro de casa, nunca mais!
  • ver mais comentários »