Idade Maior

Vida em casal: sabem comunicar?

, 1 comentários

Escutar, partilhar, trocar, exprimir com toda a franqueza os seus desejos, necessidades e expectativas, é a chave de uma relação de sucesso.


relacionados
deixe a sua opinião
  • Nome
  • E-mail
  • Comentário
"Tu falas muito. Já não me amas. Já não saímos. Já não fazemos amor?" A vida a dois é feita de pequenas aproximações, frustrações e interrogações que podem minar a relação. Ora, os casais que permanecem juntos tem alguns elementos em comum: uma boa comunicação, uma boa imagem do seu parceiro, uma sexualidade com sucesso e projetos para o futuro.

Se estiverem juntos há um, dois, ou dez anos, em crise ou não, este balanço, orientado por quatro especialistas, o psicólogo Jacques Salomé, o psiquiatra e psicanalista Robert Neuburger, o psicoterapeuta e sexólogo Alain Héril, e a psicóloga clinica Maryse Vaillant, pode ajudar a gerir a vida em casal. Embora não contenha todas as respostas, terá, sem dúvida, as perguntas que deve saber fazer.

Quatro questões a colocar a si próprio:

1. Sinto-me suficientemente livre para me permitir questionar, dar, receber ou rejeitar o que vem do meu parceiro ?
2. Com que palavras poderia descrever a nossa relacção ?
3. Se os meus sentimentos mudarem, terei eu coragem para o dizer ?
4. Quando me comprometi com o meu parceiro, estava suficientemente aliviada na relação com a minha mãe, o meu pai ou um ex-namorado ?

O que está em jogo

1. Poder perguntar, dar, receber e recusar são as quatro âncoras de uma relação saudável. Correndo o risco, ou não, para um ou ambos os parceiros de ficar com o sentimento de não ser entendido, de não ter valor, de não se ver reconhecido nos sentimentos do seu parceiro, de não receber elogios, é importante ir fazendo estas questões ao longo do tempo. Caso contrário, os desentendimentos possíveis poderão dar lugar a um cansaço que cada vez mais pesará sobre o destino da relação.

2. Relação de casal com plenos direitos, companheiros, amizade colorida, coabitação económica, corresponsabilidade à volta da gestão de bens comuns?o que seja. É importante definir os contornos da relação, a fim de permitir que cada um possa situar-se, gerir as expetativas e riscos envolvidos.

1 comentários
  • pedro
    11 de Novembro
    amilha mulherquis odivorcio por conhecer um rapaz pela net mae de 5filhos acabou.