Idade Maior

Afinal, não é só para elas!

Eles também se preocupam. Conheça as diversas opções de tratamentos íntimos masculinos.


Desengane-se se pensa que as cirurgias plásticas são coisas de mulher. Cada vez mais os homens preocupam-se com a sua aparência, não só porque não gostam de se ver ao espelho, mas também porque querem agradar o sexo feminino.

E as cirurgias não se resumem apenas ao rosto (face lifting) ou à barriga  (abdominoplastia e lipoaspiração). Existem também opções para melhorar certas partes do corpo mais íntimas.

Aumento do pénis
As maiores queixas do público masculino dizem respeito ao tamanho do pénis. O comprimento médio do pénis português é de 15, 82 centímetros, em estado erecto, e de 9,85 centímetros, quando flácido. E, embora seja possível aumentar o órgão sexual no bloco operatório, muitos urologistas desaconselham devido aos perigos que pode acarretar uma intervenção deste tipo.

Existem, no entanto, vários tratamentos disponíveis no mercado para o efeito como extensores, que aumentam não só em comprimento mas também em grossura.

Para os casos específicos da doença de Peyronie, conhecida vulgarmente como pénis curvo, a correcção cirúrgica já é aconselhável. No entanto, o tratamento pode ser feito também através de um extensor.

Prótese peniana
A prótese peniana está indicada para pacientes com disfunção eréctil e é sugerida quando nenhum dos outros tratamentos foi bem sucedido.

É realizada através da colocação de um dispositivo, à base de cilindros sintéticos que são inseridos no interior dos tubos naturais do pénis, conhecidos como corpos cavernosos, de forma a ocupar 70 por cento do espaço.

Assim, as artérias que antes precisavam de encher de sangue todo o cilindro cavernoso, agora só necessitam de preencher 30 por cento do mesmo, facilitando a erecção.




Leia ainda:

> Como enlouquecer uma mulher

> Só para homens...