Idade Maior

Os mata-prazer

, 1 comentários

Podem dar cabo do clima, daquele momento tão esperado e, a longo prazo, até da relação.


Manter uma vida sexual satisfatória para ambos os membros do casal é, cada vez mais, um enorme desafio. Intimidade e desejo nem sempre andam de mãos dadas e, frequentemente, surgem desavenças entre os dois porque se "um quer muito", o outro "não lhe apetece nada". Resultado: sentimentos de  rejeição e abandono por parte do primeiro, e de humilhação ou culpa por parte do segundo. E como este é um assunto que poucos- homens ou mulheres - gostam de abordar, a relação vai-se deteriorando

No entanto, são variados os factores que podem causar uma perda ou até o desaparecimento por completo do apetite sexual: desde os mais graves como problemas sérios de saúde, até entraves psicológicos de diversas origens ou mesmo a mistura (quase sempre explosiva e devastadora) destes dois. Em qualquer dos casos, os especialistas são unânimes em afirmar que se a falta de apetência sexual se prolongar por muito tempo, há que enfrentar o problema, perceber as suas causas e, se necessário, recorrer a tratamentos para evitar que a relação do casal sofra consequências irreparáveis.

Por isso, fique a par dos principais "mata-prazeres" que podem dar cabo da sua relação:

1- Stress&Depressão - Tensão e problemas  profissionais, preocupações financeiras, o peso dos filhos e as responsabilidades da vida em família são alguns dos factores que podem causar stress e terem um efeito adverso na sua vida sexual, pois provocam irritação, intolerância e tristeza. O stress baixa o nível da testosterona e  do estrogénio, as hormonas que influenciam directamente o apetite sexual. Estudos revelam que 75 por cento das pessoas que sofrem de stress queixam-se também de falta de interesse pela vida amorosa.

Solução
Em primeiro lugar, é essencial manter um estilo de vida saudável. Uma dieta equilibrada, beber muita água, dormir suficiente, praticar exercício físico com regularidade (ou yoga)  conduzem a uma vida sexual livre de stress, ansiedade e repleta  de "muito prazer".

2-Medo&Ansiedade - Problemas em conseguir ou manter a erecção, receio de desagradar o parceiro ou uma ansiedade constante para conseguir uma boa performance podem inibir a apetência pelo sexo e transformar a mera hipótese de uma relação sexual num pesadelo a evitar.

A solução
Seja o mais natural possível e lembre-se sempre que não existem regras gerais que assegurem uma vida sexual feliz e gratificante. Cada caso é uma caso e não deixe que receio de desagradar ou medo de falhar estrague um momento de grande intimidade. Deixe-se levar pela paixão e pela experiência adquirida e vai ver que tudo se resolve.

3-Problemas de relacionamento - Frustações mal resolvidas, raivas surdas, discussões adiadas ou até problemas de falta de higiene são factores que geram conflitos e desentendimentos entre o casal e destroem qualquer hipótese de atracção sexual entre os dois. Hábitos evidentes de falta de higiene como mau cheiro, mau hálito, excesso de pilosidade ou puro desmazelo não abona nada a favor de quem os tem e pode matar de vez o desejo do parceiro.

Solução
Uma boa comunicação entre o casal é essencial para evitar que o acumular de pequenas raivas e desencontros detriorem a relação seja em termos emocionais, seja em termos físicos. Evite levar questões mal resolvidas para a cama e, seja homem ou mulher, tenha sempre muitíssimo cuidado com a sua higiene pessoal. Faz toda a diferença.

4-Sexo com o Ex- Falar de um antigo relacionamento amoroso com o parceiro(a) actual e, sobretudo, mencionar o seu  nome nos momentos de intimidade é não só um "mata-prazer" evidente, como o caminho certo para uma discussão entre os dois.

Solução
Evite qualquer referência a anteriores relações e se alguma vez tal acontecer, procure provar ao seu parceiro(a), o mais convictamente possível, que ele(a) é o único a ocupar-lhe o coração.

Saiba quais são os restantes "Mata-prazer" no próximo artigo.
1 comentários
  • Isabelie
    19 de Janeiro
    Então,minha dúvida e"! Porque não sinto vontade nenhuma de da iniciativa do ato, mas ele começa basta alguns minutos já é, chego a pensar q sou problemática!