Idade Maior

Os mata-prazer

, 2 comentários

Já conheceu os primeiros quatro. Agora, saiba como o tabaco, o álcool ou certos medicamentos afectam a sua vida sexual.


Além do stress e da depressão, do medo e da ansiedade, dos problemas de relacionamento ou do sex with my ex, existem mais alguns "mata-prazeres" que é essencial identificar. Só  assim é que os poderá

5 - Distúrbios de sono
Sono a menos, insónias e até o ressonar do outro(a) podem, temporariamente, reduzir os níveis de testosterona nos homens. Dificuldade em respirar durante o sono está, normalmente, associada a uma diminuição da libido. De acordo com os resultados de algumas investigações, uma boa noite de sono aumenta a energia, a boa-disposição e até o desejo sexual.

Solução:
Tente conseguir dormir uma noite tranquila, duradoura e ininterrupta. Se por acaso tem um problema respiratório e ressona, visite um médico para tentar solucionar o problema. Transforme o seu quarto num espaço tranquilo e propicio ao descanso, trocando a televisão por uma aparelhagem. Óleos perfumados podem também ajudar não só a relaxar, como também a estimular o acto sexual, dependendo do aroma.

6 - Medicamentos
Os medicamentos produzem grandes efeitos, positivos e negativos, na vida sexual. Algumas pílulas, calmantes, comprimidos para pressão arterial, diuréticos e anti-depressivos podem causar reduzir o apetite sexual, já que diminuem a produção de androgénio e os níveis de testosterona, levando à disfunção sexual, tanto no homem como na mulher. Por outro lado, também dificultam a ejaculação e a concretização de erecções e orgasmos.

Solução:
Em primeiro lugar é importante que não pare a medicação sem indicação do médico que a prescreveu. Em segundo, consulte um especialista para tentar contornar a questão e evitar ao máximos  efeitos secundários que perturbem a relação com o seu parceiro(a).

7 ? Tabaco e álcool
Qualquer tipo de vício é sempre prejudicial à saúde e embora os que bebem muito, de início possam sentir uma estimulação extra causada pelo álcool, a verdade é que a longo prazo o apetite sexual  reduz-se consideravelmente. Já o tabaco está directamente relacionado com todo o mecanismo de erecção. O fumo liberta enzimas que aumentam a pressão arterial, bloqueando as artérias sanguíneas dos órgãos genitais e, consequentemente, afectando a capacidade de erecção.

Solução:
Tente reduzir gradualmente a quantidade de tabaco e bebidas alcoólicas. Para quem bebe de forma regular, o ideal é que o faça com bastante moderação e prefira o vinho tinto a outras bebidas com álcool.

8 ? Problemas de saúde
Se nenhum dos "mata-prazeres" anunciados está relacionado com o seu caso, então, o mais certo é que a sua falta de libido se deva a uma problema de saúde. Pode, por exemplo, dever-se a um problema na tiróide, a diabetes ou a outra doença hormonal. A diabetes podem levar a problemas sexuais como disfunção eréctil ou até incapacidade de atingir o orgasmo. As mulheres podem queixar-se de falta de desejo sexual depois de um parto devido às alterações hormonais que sofrem.

Solução:
O melhor a fazer é consultar um especialista. É provável que este lhe receite alguma medicação para tratar o problema de saúde e assim reduzir eventuais efeitos de falta de apetite sexual.

Veja os primeiros quatro "mata-prazeres"
2 comentários
  • tovar nelson pereira
    18 de Novembro
    quais os sintomas com relação a função sexual do caltrem e do maleato de enalapril? Obrigado.
  • Solitária
    12 de Agosto
    Líbido? para quê? Só dá chatices... Os únicos autorizados a ter líbido são os adolescentes (amigas minhas de 30 anos não tiveram vacina da Hepatite, fará do cancro do colo do útero...) a sociedade quer é que eu trabalhe para sustentar os vícios das crianças. Tenho 40 anos e o meu namorado 50 e toda a gente reprova por uma cota andar com um velhadas.