Idade Maior

Porque traem as mulheres?

, 37 comentários

A traição já não é um campo exclusivo dos homens. E as estatísticas mais recentes confirmam esta mudança. O poder, esse sim, influencia a traição.


Viver uma relação a dois implica sempre riscos de traição, seja ser traída ou tornar-se traidora. Como todos sabemos, romper os acordos conjugais é doloroso para os dois lados, sobretudo quando o campo da exclusividade sexual é posto em causa.

No momento de justificar o acto, surgem diversos motivos para tentar salvar o relacionamento. Sejam ou não desculpas, a verdade é que ultrapassar uma traição é quase tão doloroso como a perda de alguém querido. E, se até há bem pouco tempo esta era uma questão quase do domínio masculino, a verdade é que actualmente as mulheres traem tanto como os homens. Sobretudo as mulheres com mais poder. Saiba porquê!

Mulheres que ocupam posições de poder são tão propensas à traição quanto os homens, segundo uma nova pesquisa holandesa publicada em Abril no jornal científico Psychological Science.

Segundo o estudo, o poder pode ser um factor mais importante do que o sexo do traidor. Já foram realizadas diversas pesquisas que indicam que o género é o mais forte indicador de infidelidade, mas nenhum destes estudos incluía mulheres poderosas.

A equipe de investigadores analisaram cerca de 1.500 respostas de uma pesquisa anónima realizada pela internet. Poder no trabalho, níveis de confiança e percepção de riscos relacionados com a infidelidade foram os temas abordados no questionário.

Segundo os pesquisadores, o estudo revelou duas importantes descobertas. A primeira, de que existe uma forte ligação entre o poder e a confiança, e o nível de autoconfiança é a ligação mais forte entre o poder e a traição.

A segunda, de que o género relativo às pessoas poderosas não teve influência na questão da infidelidades.

De acordo com os investigadores, a noção popular de que os homens são mais propensos à traição do que as mulheres advém do facto destes terem ocupado, durante muitos anos, posições de poder.

Cada vez mais as mulheres ocupam posições de poder e são consideradas iguais aos homens, o que influenciou a sua mudança de comportamento. A consequência disso é a adopção de comportamentos entre as mulheres, no passado mais comuns entre os homens.
37 comentários
  • JOAO
    14 de Setembro
    Acho que a mulher trai por despeito. O papel do homem e da mulher tem-se invertido mais que equilibrado, ao longo dos anos. A mulher ganha influencia crescente socialmente, e tira melhor partido das fragilidades do sistema social que protege mais a mulher do que o homem. O homem ainda tende a ser cavalheiro e referencia moral na família.Tem uma papel mais conservador.A mulher quer gozar a vida. Ainda é frequente nos cruzamento os cavalheiros pararem para deixar passar as damas. Elas não sómente já não são sensíveis a isso, como em muitos casos tomam isso como um sinal de fraqueza. Ou seja, querem ter os previlégios, mas não estão disponíveis para assumir os compromissos que isso implica. Acabam tornando-se muito competitivas, perdem muitas vezes a delicadeza e a sensibilidade que deveriam ser apanágio das Mulheres. Há uma grande descaracterização do papel de cada um dos componentes do casal. E quando a mulher tem poder isso agudiza-se. A mulher com poder e que é cobiçada pela sua beleza, usa esse poder em seu benefício, sem qualquer prurido. È frequente ouvir comentários tipo,ele não presta na cama, que eram típicos de certos homens há 3 décadas atrás. Acho que hoje há menos romance e mais performance. As relações são menos abrangentes e mais competitivas. Isso é muito desagradável, porque acarreta uma grande dose de insatisfação para ambos. Há muita impaciência e fazer amor deixou de ser partilhar infelizmente, em muitos casos.
  • Celia Dobies
    25 de Janeiro
    Discordo com a conclusão citada. A mulher não precisa atingir um "poder" qualquer para realizar-se sexualmente. Cosnciente ou não, detém o poder do prazer masculino naturalmente. Traduzindo, sua genital. O que ela almeja é ser continuamente conquistada, cortejada, alvo do olhar de seu homem. Feliz, são acionados então, os dispositivos provocadores de sentimentos de apreço e gratidão. E consequentemente o desejo sincero da retribuição, principalmente, no local de sua maior expressão, a cama. Na minha opinião, a mudança do comportamento da mulher na questão traição, deve-se ao fato do acesso a informações. Mais esclarecida, passou a pensar melhor, tornou-se crítica, defende ideias pessoais, é senhora de seu corpo e prazer e ousa mais. Na verdade, a mulher hoje tem voz, comumente confundido pelo homen com poder. Para o homem lhe digo: conheça o universo feminino profundamente. Atenda-o. Dá um pouco de trabalho, mas o retorno é infalível.
  • ver mais comentários »